Jânio você está conosco? Empresários querem pagar multa e abrir comércio em Porto Seguro

Os empresários e hoteleiros de Porto Seguro e de toda Bahia, foram surpreendidos na noite deste domingo (28), com um pronunciamento do governador Rui Costa de prorrogação do lockdown em quase todo estado.

Tão logo a notícia foi divulgada, empresarios do comércio, hoteleiros e donos de barraca de praia se reuniram para tomar uma atitude.

“Todos sabemos da necessidade de mantermos as medidas de prevenção ao covid-19, mas não temos mais condição de manter o comércio fechado, precisamos abrir”, desabafou um empresário ao Namidia News.

“Reunimos um grupo de empresários e estamos dispostos a pagar a multa de R$ 300 mil que o TJBA, impôs ao prefeito Janio Natal, caso ele autorizasse a abertura”, disse.

Em campanha para eleição no ano passado, o então candidato Janio Natal, disse que não aceitaria imposição do governo do estado para fechar a cidade, mas não tem agido assim e com isso sofrido duras críticas do empresariado que apoiou sua eleição.

Segundo informações de assessores do prefeito, a segunda deve ser de comércio aberto, já que os empresários por livre e espontânea vontade, decidiram reabrir seus estabelecimentos.

Porto Seguro possui a maior rede hoteleira do nordeste e vem sofrendo com a pandemia.

Segundo informações do trade hoteleiro, o verão 2021 foi o pior dos últimos 10 anos, com um faturamento em torno de até 60% a menos que o ano passado.

“Vamos redobrar os cuidados como uso de máscara e álcool gel, além de cobrar que seja mantido o distanciamento social, mas vamos reabrir, ou morreremos de fome e desempregados”, finalizou o empresário em tom de desabafo.

Empresários e hoteleiros planejam acampar na casa ou no gabinete de Jânio até se posicionar com decreto que dê guarida jurídica de enfrentamento contra o Estado.

Comente com Facebook