Indígena é morto em Coroa Vermelha após caminhada de apoio a Lula

O Indígena conhecido como Wellington Taxista, do povo Pataxó foi assassinado no inicio desta quinta feira em Coroa Vermelha às margens da BR 367 por motivação política.

O crime ocorreu após uma caminhada em Coroa Vermelha em apoio ao candidato à presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Durante a caminhada, pessoas relataram a figura de um homem passando a todo instante fazendo sinais obscenos e fazendo gritos pró-Bolsonaro.

Já para o final da noite, Wellington foi visto próximo a uma conveniência conversando com algumas pessoas, quando um homem se aproximou e efetuou aproximadamente 5 disparos contra ele, que morreu no local.

Nossa equipe está em campo acompanhando os ocorridos e a família.

Wellington residia na Aldeia Nova Coroa, e era liderança também da Aldeia Coroa Vermelha. Lideranças lamentam a morte do parente e pedem justiça às autoridades para que não se tenha o sentimento de impunidade.

A TV Pataxó Lamenta profundamente a perca de mais um parente em meio a onda de ataques bolsonaristas às comunidades indígenas de todo o país. Fica aqui nossas mais sinceras condolências a todos os amigos e parentes do grande Guerreiro Wellington!

Fonte@tvpataxooficial

Comente com Facebook