Falta vacina e até álcool gel no posto de saúde da Orla de Porto Seguro


A saúde de Porto Seguro vive o seu pior momento desde quando Cabral andava por essas terras. 

Em quase todos os bairros, a população reclama da falta de medicamento, médico, ambulância e até de insumos básicos para curativos.

Em pleno período de férias, quando a cidade recebe uma quantidade maior de turistas, o caos chegou na unidade básica de saúde da Orla Norte.

Na manhã desta terça-feira (20), uma moradora da Orla, identificada como Dalila, entrou em contato pelo WhatsApp do Namidia News e denunciou que esteve no posto para vacinar sua filha de 02 meses.

As vacinas básicas, Tretavalente, Vop, rotavirus e Antipneumocócica, estavam em falta. 

Segundo a moradora, nem álcool gel tinha no posto para assepsia de moradores e funcionários do posto.

“De que adianta o posto ficar aberto até às 17 horas se não tem nada?”, questionou a moradora.

“Eu fico imaginando a má impressão que o turista leva da nossa cidade quando precisa vir a unidade de saúde e não consegue fazer um curativo ou tomar uma vacina. Lamentável que chegamos no fundo do poço”, lamentou a moradora.

Importância da vacinação 

Aos 2 meses se recebe as primeiras doses da vacina Pentavalente (que previne a Difteria, Tétano, Coqueluche, Hepatite B e meningite por Haemophilus influenzae tipo b), da vacina contra o Rotavírus, contra Poliomielite e a vacina Pneumocócica (previne pneumonia, otite, meningite e outras doenças causadas pelo pneumococo).

Por Redação Namidia News

Comente com Facebook