‘É um nível de caos que eu nunca vi em Porto Seguro’: Moradora conta tudo sobre acidente que matou turista grávida

Na manhã desta sexta-feira (31), o Namidia News recebeu o relato de uma moradora que testemunhou o acidente que matou uma turista em Porto Seguro.

Emocionada, ela contou tudo que aconteceu na tragédia que terminou com uma mulher, que estava grávida, morta após ser atropelada por um caminhão (saiba mais aqui).

Ela relata o caos que ocorreu na noite de ontem (30), envolvendo o veículo da rede de açougues Multicarnes. “Foi a coisa mais triste que eu vi na minha vida, porque foi um cara trabalhando, atropelou, um caos no trânsito. Ninguém sabia o que tava acontecendo”, conta.

“A gente esperou mais de uma hora com três pessoas feridas na rua, e um monte de turista e morador tentando ajudar”, ela continua.

A mulher conta o quão surreal foi o caso, com a sequência de tragédias em meio a um festejo da prefeitura: “A gente foi chamar a guarda municipal no meio da festividade da prefeitura. Foi uma coisa tão surreal, porque tinha três filarmônicas tocando na Passarela, fogos e uma pessoa morrendo grávida e o marido chorando, e outro ensanguentado, e outro com a mão esfolada.”

“E todo mundo no meio da rua sem saber o que fazer, e os guardas chegaram e não sabiam o que fazer. Não apareceu nenhuma, nenhuma viatura da PM, que me parece que são as pessoas mais preparadas nesse momento, não apareceu nada preparado”, conta a testemunha.

Ela continua, contando que até mesmo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) não sabia o que fazer diante da tragédia. “A Samu chegou e não sabia o que fazer, porque era uma viatura para três pessoas em lugares diferentes. E eles corriam para um lado e para o outro e ligavam até chamar outras.”

A moradora relata o quão abalada ficou depois de ver a situação. “Foi um caos num nível assim… e os fogos soltando no meio. Eu tô até agora, essa hora da manhã, sem conseguir dormir, eu não consegui trabalhar a noite que eu ia trabalhar. Eu perdi a voz”, ela diz.

Por fim, a mulher dá mais detalhes sobre as pessoas envolvidas no acidente. “Era uma excursão, o pessoal estava em Trancoso, só vieram sacar dinheiro em Porto. O rapaz estava trabalhando, a outra vítima era uma francesa… é um nível de caos que eu nunca vi em Porto Seguro.”

“Era uma bagunça inimaginável”, finalizou a testemunha.

Da Redação Namidia News

Comente com Facebook