Docentes do IFBA campus Porto Seguro estão presentes em ranking internacional de produtividade científica

É com enorme satisfação que comunicamos que a Alper-Doger (AD) Scientific Index divulgou o ranking dos 10.000 cientistas mais influentes da América Latina. 

Ao todo aparecem no ranking 10 docentes do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências e Tecnologias Ambientais (PPGCTA) associativo entre o IFBA e a UFSB. São 02 docentes do Instituto Federal da Bahia – campus Porto Seguro e 08 docentes da Universidade Federal da Bahia presentes entre os pesquisadores mais produtivos e de maior impacto em suas respectivas áreas na região da América Latina e do grupo BRICs (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). O AD Scientific Index (Alper-Doger Scientific Index) é um ranqueamento por produtividade e impacto na área, traduzido este em citações dos papers conforme os índices de cada pesquisador.

O índice é uma criação dos professores Murat Alper e Cihan Döger, e seu cálculo emprega os valores totais e dos últimos cinco anos do índice i10, do índice h e pontuações de citação no Google Scholar. Além disso, outro parâmetro é a razão entre o valor dos últimos cinco anos e o valor total dos índices antes mencionados, para enfatizar a produtividade dos cientistas. O ranking pode ser consultado no site.

PARABENIZAMOS os pesquisadores e docentes do IFBA campus Porto Seguro presentes no ranqueamento da AD Scientific Index 2021: Allívia Rouse Carregosa Rabbani e Marcus Luciano Souza de Ferreira Bandeira. E também os pesquisadores da UFSB que fazem parte do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências e Tecnologias Ambientais (PPGCTA): Asher Kiperstok, Carlos Werner Hackradt, Fabiana Cézar Félix Hackradt, Fabrício Berton Zanchi, Jaílson Santos De Novais, Jorge Antonio Silva Costa, Luanna Chácara Pires e Nadson Ressyé Simões.

Ao todo, o AD Scientific Index conta com nove parâmetros, indicando a classificação de um cientista individualmente em 12 áreas: Agricultura e Silvicultura, Artes, Design e Arquitetura, Negócios e Gestão, Economia e Econometria, Educação, Engenharia e Tecnologia, História, Filosofia, Teologia, Direito / Direito e Estudos Jurídicos, Ciências Médicas e da Saúde, Ciências Naturais, Ciências Sociais e outros.

No mundo, ao todo foram analisados 707.846 cientistas de 13.466 instituições em 204 países de 11 regiões: África, Ásia, Europa, América do Norte, América Latina, Oceania, Liga Árabe, EECA (Eastern Europe and Central Asia), BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), USAN (United States Adopted Names), COMESA (Common Market for Eastern and Southern Africa). Na América Latina, o universo considerado compreende 53.189 cientistas, 32 países e 1.321 universidades. E no âmbito dos BRICs, a AD Scientific Index classificou 98.347 cientistas de cinco países e 3.500 universidades.

Por Instituto Federal da Bahia – Campus Porto Seguro

Comente com Facebook