“Chame-os de heróis, e não precisará pagá-los!” médicos do Hospital Deputado Luís Eduardo Magalhães em Porto Seguro clamam por providências


Chame-os de heróis, e não precisará pagá-los!

Os médicos do Hospital Regional Deputado Luís Eduardo Magalhães (HRDLEM), em Porto Seguro, novamente reivindicam por seus pagamentos, que encontram-se atrasados, desde o mês de abril, notas de repúdio estão sendo publicadas frequentemente pelos profissionais que atuam no Hospital Deputado Luís Eduardo Magalhães para que a população portosegurense tenha ciência do descaso.

Eles, profissionais da saúde, dedicados, abdicam do seio familiar, para atuar na linha de frente do combate ao novo coronavírus. Não basta lidar com os plantões exaustivos e o risco, depois que a contaminação na cidade virou comunitária, ou seja, ninguém sabe quem está infectado ou não.


Esse descaso vem acontecendo pela instituição de forma rotineira. Em abril, os médicos já haviam publicado dois comunicados que estavam há dois meses sem receber os salários do ano corrente, carta aberta à população. 
No início do mês de junho, foi divulgada uma nota de repúdio, solicitando providências, do governo e da instituição responsável pelo contrato dos profissionais.

De acordo com o boletim atualizado nesta quinta-feira (30), o município conta com:

  • 1616 casos confirmados
  • 3824 casos negativos
  • 1291 casos recuperados
  • 46 aguardando resultado de exame
  • 1401 síndrome gripal
  • 20 pacientes internados
  • 283 em isolamento respiratório 
  • 22 óbitos

Redação Namidia News

Comente com Facebook