Dobrou o número de pinguins em tratamento na base do PAT ECOSMAR

Em uma semana aumentou de 19 para 47 o número de pinguins recebidos pelo PAT Ecosmar na sua base de praia em Porto Seguro, BA.

A maioria dos animais foi resgatada nas praias dos municípios do extremo sul da Bahia, mas o IBAMA entregou também os 4 pinguins encontrados em Ilhéus.

O PAT ECOSMAR está resgatando os pinguins que encalham no trecho de costa entre as cidades de Belmonte e Porto Seguro: no restante da região o recolhimento dos animais é feito em parceria com IBAMA, CIPA, Secretarias de Meio Ambiente e Corpo de Bombeiros.

“Os pingüins, que chegam todos os anos da Patagônia pelas correntes marinhas, estão muito magros e, na maioria das vezes, doentes: na base da ong, que tem autorização do IBAMA para receber e reabilitar animais silvestres, as aves marinhas recebem tratamento veterinário e alimentação reforçada” diz Paolo Botticelli, coordenador do PAT Ecosmar. Por trás de uma estrutura que permite ver os pinguins sem que eles tenham qualquer contato físico ou visual, centenas de moradores e turistas já puderam acompanhar a recuperação dos animais na base de praia da ong, localizada na praia de Taperapuan, do lado norte da cabana Cabana Malibú.

O objetivo da recuperação das aves é a reintrodução na natureza: conforme estudos feitos na Argentina, nos últimos anos houve uma redução da  população de pinguins-de-magalhães que vive ao longo da Costa da Patagônia.

QUER AJUDAR? Já foram registrados, nos anos passados, casos de leigos que tentaram manter pinguins em cativeiro: lembramos que isso é crime ambiental, punível com multa e detenção até dois anos (lei 9605/98)

Caso você encontre um pingüim, mantenha longe os curiosos (o estresse pode até causar a morte dos animais mais debilitados), coloque-o em uma caixa de papelão com panos ou jornais (nunca molhar o pinguim ou colocar no gelo!) e ligue imediatamente para o PAT ECOSMAR,  base de praia de Porto Seguro: 73/ 3679.1224 ou para o IBAMA 73/ 3281.1526 ou a Secretaria de Meio Ambiente da sua cidade.

CUIDADO! a maioria dos pinguins chega com graves infecções e o bico pode causar ferimentos sérios, por exemplo, nos olhos.

Comente com Facebook