Cida, vencedora do ‘BBB 4’ perdeu tudo e atualmente divide quitinete com três pessoas

Cida

O que era uma história que prometia um final feliz passou por várias reviravoltas, que acabaram levando a ex-babá a perder os R$ 500 mil que ganhou no reality, incluindo uma casa que adquiriu com o valor da premiação. 

Gecilda da Silva dos Santos, 36 anos, ficou conhecida no Brasil como Cida ao participar e vencer a quarta edição do “BBB”.

Assim que deixou a atração, Cida precisou contratar um advogado, pois um ex-companheiro reivindicava parte do prêmio.

Além disso, ela foi fiadora de uma ex-assessora e emprestou dinheiro a parentes e amigos, incluindo um ex-“BBB”, que não a ressarciram.

A impressionante história foi contada na edição desse domingo (1) do programa Domingo Show (RecordTV).  

“Conheci uma pessoa, que se dizia assessora, e ela pediu para ser fiadora de uma casa para ela no [bairro carioca do] Recreio. Resumindo tudo, essa pessoa não pagou o aluguel do imóvel e me colocaram na Justiça”, disse a ex-BBB. 

Cida contou, entre lágrimas, ter negociado com a dona da residência que reformaria a casa e, em contrapartida, teria seu nome retirado do processo. 

“Gastei o dinheiro todo que tinha e ela não tirou. Fiz a reforma e ela agiu de má-fé”.

A ex-babá acabou usando uma casa com piscina e varanda em Mangaratiba, no Rio de Janeiro -único bem que comprou com o prêmio do BBB- para quitar as dívidas que foram contraídas. 

Atualmente, Cida vive em uma quitinete com o marido e dois filhos de relacionamentos anteriores.

Sem emprego fixo, ela vende bolo de pote para ajudar nas despesas, custeadas em grande parte pelo salário de R$ 1.500 que o companheiro ganha como motoboy.

Parte dos móveis usados no imóvel foram doados por Solange, colega de confinamento no reality. 

Cida relembrou que era muito jovem ao deixar a atração e diz não se conformar em ter pedido tudo, mas que deseja ter de volta o imóvel de Mangaratiba.

“Meu maior sonho é recuperar a minha casa. Fiquei um ano sem passar em frente. Agora já consigo passar na rua. Só a sala da minha casa era maior que esses cômodos daqui”, disse comparando com a atual residência.

Comente com Facebook