Britânica organiza casamento dos sonhos 10 dias após namorado ser diagnosticado com câncer incurável

Chris descobriu que tem câncer no pâncreas em fase terminal. A namorada, Charlotte, organizou às pressas o casamento dos seus sonhos, com ajuda de familiares e amigos. Oito meses depois, o britânico mostrou que é um desafio para as previsões médicas e sente-se muito bem.

chris_e_charlotteMuitas vezes histórias de amor são interrompidas devido à fatalidades mas a forma como os casais conduzem faz tudo parecer mais bonito. É o caso de um homem que registrou os anos de batalha de sua mulher com o câncer, que Marie Claire noticiou anteriormente. Outra história de destaque é de Chris Clarke, de 41 anos.

O britânico descobriu, em outubro de 2012, que tem câncer no pâncreas em estado terminal – e incurável, já que o tumor raro estava se espalhando também para o estômago. Minutos após ser diagnosticado e saber que provavelmente teria apenas meses de vida, Chris pediu sua namorada, Charlotte, de 30 anos, em casamento. Ela, que já tinha montado um álbum de referências para seu casamento dos sonhos no campo, contou com a ajuda de amigos e familiares para organizar a cerimônia à altura do planejado.

chris_e_charlotte3Dez dias depois, o casal subiu ao altar na Igreja de São Gregório, em Warwickshire, condado no centro da Inglaterra, em uma festa para mais de 300 convidados. “Organizar tudo em 10 dias foi uma dádiva de Deus. Cinco minutos após o Chris pedir minha mão, ele já estava em uma outra sala fazendo exames exaustivos. Mais de 100 amigos e familiares se juntaram a mim para colocar a festa em prática do jeito que sempre sonhamos”, disse Charlotte em entrevista ao jornal “Daily Mail”.

Após seu casamento, o fotógrafo freelancer – que já serviu na Marinha – começou sete sessões de quimioterapia. Antes sentia dores ao dormir e muitos enjoos, mas hoje sente-se bem e saudável, o que é um desafio para os médicos que lhe deram apenas alguns meses de vida. “Estamos esperando que pelo menos o tumor não cresça, já que não tem cura. Minha mulher e eu tentamos levar uma vida normal e somos pragmáticos e esperançosos quanto ao futuro”, falou Chris na entrevista para o jornal britânico. O próximo passo? Juntar-se à Charlotte e a outras 4 mil mulheres na Corrida pela Vida no Reino Unido, evento que visa arrecadar mais de 400 mil libras (mais de R$ 1,3 milhão) para o combate ao câncer.

Marie Claire

Comente com Facebook