SP proíbe temporariamente corte de água para pessoas de baixa renda

Decreto visa manter serviços essenciais à quarentena.

Decreto publicado hoje (4) no Diário Oficial do estado de São Paulo isenta do pagamento das contas de água e esgoto usuários enquadrados na categoria residencial social e residencial favela.

A medida é válida para as contas de abril, maio e junho de 2020. Segundo o decreto, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) não poderá suspender e cortar, nesse período, o fornecimento de água para usuários dessas categorias.

O estado de São Paulo registrou até ontem (3) 219 óbitos relacionados ao novo coronavírus. No entanto, o número é três vezes maior do que o da última sexta (68 mortes). Além disso, os casos confirmados também aumentaram substancialmente no período, saltando de 1.223 para 4.048.

Fonte: Agência Brasil

Comente com Facebook