Preços de cortes disparam nos açougues

Os preços das carnes em geral subiram quase 25% nos últimos 12 meses.

O avanço da inflação tem forte impacto também sobre os cortes de segunda e de terceira, mas não existe um levantamento nacional com esse recorte.

Segundo as pesquisas divulgada na última quarta-feira (13), da consultoria Safras e Mercados, são considerados os dados de São Paulo.

Eis algumas das conclusões sobre o crescimento dos preços em 12 meses fechados em setembro:

Pescoço de frango: 15,79%
Carcaça de frango: 45%
Dorso de frango: 60%
Moela de frango: 57,81%
Fígado de frango: 34,85%
Espinhaço de porco: 23,91%
Orelha de porco: 20%
Acém (de boi): 21,43%
Traseiro de boi: 18,06%

O cofundador da Rede Mais Açougues, Diego Moscato, disse que em São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Goiás, Espírito Santo e Rio de Janeiro, “todos confirmaram que essas carnes foram mais vendidas por conta da crise”. Segundo ele, o pé de frango lidera, com um crescimento de 26% no consumo.

Por Redação Namdia News, com informações de Carta Capital.

Comente com Facebook