Petrobras aumenta preço do gás de cozinha em 5%

Botijões de gás

Na última sexta-feira (2), a Petrobras aumentou em 5% o preço médio de venda do gás liquefeito de petróleo (GLP) para as distribuidoras.

De acordo com a empresa, o preço passará a ser de R$ 3,21 por quilo. Isso equivale a R$ 41,68 por 13 quilos.

Conforme nota da estatal, “os preços praticados pela Petrobras têm como referência os preços de paridade de importação e, dessa maneira, acompanham as variações do valor do produto no mercado internacional e da taxa de câmbio, para cima e para baixo”.

Ademais, a Petrobras afirmou que o “alinhamento dos preços ao mercado internacional é fundamental para garantir que o mercado brasileiro siga sendo suprido sem riscos de desabastecimento”.

Anteriormente, o presidente Jair Bolsonaro editou um decreto para zerar as alíquotas de PIS e Cofins que incidem sobre óleo diesel e gás de cozinha com o objetivo de conter o avanço do preço dos combustíveis.

As empresas que distribuem gás afirmaram que não estavam conseguindo repassar para as revendedoras a isenção de tributo que o governo federal concedeu para o botijão de até 13 quilos.

Conforme a Associação Brasileira de Entidades de Classe das Revendas de Gás LP (Abragas), o repasse da isenção não estava ocorrendo porque, ao emitir a nota fiscal, a Petrobras não sabia qual volume de gás será envasado. O benefício fiscal vale apenas para o botijão de até 13 quilos.

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de G1

Comente com Facebook