Pesquisas erraram projeções para Bolsonaro e aliados

Os institutos mais tradicionais de pesquisas erraram nas projeções para Jair Bolsonaro (PL), que tenta a reeleição ao Palácio do Planalto, e seus aliados nos estados. Com 100% das urnas apuradas, o presidente chegou a 51.071.277 votos válidos, que representam 43,20%.

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) contou com a preferência de 48,43% brasileiros (57.258.115) que escolheram algum candidato no primeiro turno da eleição, neste domingo (2/10).

As pesquisas de sábado (1/10) apontavam Bolsonaro com um percentual muito inferior ao apresentado pelas urnas. O Datafolha indicava Lula com 50% dos votos válidos, contra 36% do presidente.

O Ipec (ex-Ibope) também computava 14 pontos de vantagem para o petista: 51% a 37%. Em ambos os levantamentos, a margem de erro era de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

No estado de São Paulo, Jair Bolsonaro recebeu 12.239.560 votos (47,71%), e Luiz Inácio 10.489.618 (40,89%). Em 1º de outubro, o Ipec dava 39% dos votos válidos ao chefe do Executivo e 48% ao ex-presidente. Ou seja, o resultado apurado nas urnas foi praticamente o inverso da coleta de opiniões nas ruas e nos domicílios.

  • Pesquisas que chegaram perto

O instituto Paraná chegou perto do resultado das urnas ao citar 47,1% para Lula e 40% para Bolsonaro no primeiro turno. O levantamento ouviu 2.020 eleitores de 27 a 29 de setembro de 2022 (TSE – BR-07917/2022). Já o ModalMais/Futura entrevistou 2,2 mil pessoas de 26 a 28 de setembro, colocando o petista à frente: 43,6% a 40,5% (TSE – BR-06743/2022).

Fonte: EM

Comente com Facebook