Pastor é preso por passar ‘óleo ungido’ nas partes íntimas de mulheres em igreja

O pastor Lourival Santos de Andrade é suspeito de abusar mulheres em Confresa (MT). Ele alegava passar “óleo ungido” nas partes íntimas das vítimas para “tirar magia negra”. Quatro mulheres denunciaram os abusos, duas delas são menores de idade.

O pastor foi preso nesta quarta (18) em Cuiabá por estupro de vulnerável. Segundo a Polícia Civil de Mato Grosso (PCMT), o suspeito morava em Cuiabá e cometia os crimes quando ia à outra cidade realizar cultos. Lourival era pastor da Igreja do Evangelho Quadrangular até 2016 e se desligou para fundar sua própria denominação evangélica.

Uma das vítimas registrou boletim de ocorrência em 2021 e contou que ele participava de uma conferência na igreja, quando chamou uma menor de idade para um quarto fechado. Ele usava o fato de ser pastor para se aproveitar da vulnerabilidade e da confiança das fiéis, segundo o depoimento.

A segunda vítima, de 17 anos, relatou que no mês de fevereiro deste ano foi até igreja evangélica falar com o pastor, pedindo para ele fazer uma oração.

A vítima contou também que foi levada até o banheiro da igreja, onde o suspeito pediu para que ela passasse um óleo na barriga.

Na sequência, o pastor pegou o produto e passou pelo corpo da menina, que relatou sentir tontura e, posteriormente, ter sido abusada.

A investigação da Delegacia de Confresa identificou um padrão na conduta do suspeito.

Os abusos ocorriam durante os atendimentos particulares em seu gabinete, onde ele fazia uma oração com as vítimas e passava o óleo ungido nas partes íntimas delas, estuprando-as em seguida.

Fonte: Da Redação NamidiaNews com informações de uol

Comente com Facebook