Padrasto e mãe quebram costelas de criança devido a “bagunça”

O caso aconteceu em São Vicente, litoral de São Paulo no dia 29 de agosto.

O menino de cinco anos foi hospitalizado após ser brutalmente agredido pela própria mãe e pelo padrasto. A criança teve oito costelas e um braço fraturados.

A mãe da criança fez um vídeo dizendo que cometeu a agressão porque na casa dela “ele não ia bagunçar”.

Após o episódio, a mãe e o padrasto não foram mais encontrados.

A tia do menino relatou que o sobrinho estava na casa da mãe dele, onde ficava aos fins de semana.

“O menino e as duas irmãs foram criadas pelo meu irmão (pai das crianças), mas ficavam com a mãe de 15 em 15 dias. E, até então, não tínhamos reparado nenhum tipo de agressão”, conta.

Ainda segundo a tia da vítima, nos últimos meses, a mãe das crianças não deixava o pai encontrar as crianças.

“Soubemos que o marido da mãe dele [padrasto] o levou enrolado em um lençol para a casa dos pais dele [pais do padrasto] e que eles tinham levado meu sobrinho para o hospital. Na hora, ficamos perdidos sem entender direito o que estava acontecendo”, lembra.

Segundo a tia, quando chegaram ao hospital ficaram sem acreditar no estado de saúde da criança. Por causa dos machucados, o menino foi transferido para a UTI pediátrica da Santa Casa de Santos.

“Me pergunto toda vez que olho pra ele daquele jeito como que eles podem ser tão cruéis assim. O que aconteceu para que eles fizessem isso? Todos estamos sem entender tanta maldade”, diz a tia da vítima.

Em um vídeo, gravado pela agressora, ela fala com ele após as agressões. O menino aparece sem roupas, encostado na parede e machucado.

Em nota, a Secretaria de Segurança de São Paulo (SSP-SP) informou que o caso da criança citada foi registrado como lesão corporal e abandono de incapaz na Delegacia Policial de São Vicente.

O ocorrido foi encaminhado para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) que investiga os fatos e informou que não vai dar mais informações.

Comente com Facebook