MPF arquiva inquérito sobre “pedaladas fiscais”

O Ministério Público Federal (MPF) arquivou inquérito contra o ex-ministro da Fazenda de Dilma Rousseff, Guido Mantega.

A investigação tratava de acusações de supostas irregularidades em operações de crédito entre o Tesouro e o Banco do Brasil ocorridas em 2015, relacionadas ao pagamento do Plano Safra.

No entendimento do MPF junto ao Tribunal de Contas da União, homologado nesta quarta (21) pela 5ª Câmara de Coordenação e Revisão de Combate à Corrupção, não houve comprovação de improbidade administrativa por parte de Mantega.

A apuração em questão trata de atrasos na realização de repasses obrigatórios a bancos públicos, que ocorreram também na Caixa e no BNDES, para garantir o pagamento de benefícios sociais, como o extinto Bolsa Família.

As manobras, que ficaram conhecidas como pedaladas fiscais, embasaram o impeachment da petista em 2016.

O entendimento da maioria no Senado à época foi de ofensa à Lei de Responsabilidade Fiscal, levando à perda do cargo pela então presidente da República. Em nota, Dilma Rousseff afirma que “a verdade veio à tona” e que “a Justiça está sendo feita”.

No Twitter, a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, destacou o arquivamento classificando o crime de responsabilidade imputado a Dilma seis anos atrás como “infundado”.

Fonte: GazetaPovo

Comente com Facebook