Médico e dono de clínica são presos por venda de atestados de comorbidade falsos

Nesta quinta-feira (27), um médico e um dono de uma clínica foram presos em flagrante, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Eles foram presos por policiais da Delegacia de Defraudações da Polícia Civil.

Segundo a investigação, os dois são suspeitos de vender atestados falsos de comorbidades para vacinação contra a Covid-19.

Ainda segundo a investigação, eles vendiam o atestado falso por 20 reais.

Os presos foram identificados como Sérgio Mendes Izidoro, dono da clínica, e Augusti Guedes de Carvalho Filho, médico.

“No atestado, o médico afirma que o paciente possuía comorbidade incluída no rol elencado pelo Ministério da Saúde”, explicou Daniela Rebelo, responsável pelas investigações.

De acordo com a polícia, o médico e o dono da cínica podem pegar até 5 anos de prisão pelos atestados falsos.

Fonte: Redação Namidia News

Comente com Facebook