Maia faz críticas a Bolsonaro

Após o pronunciamento do Presidente Bolsonaro (sem partido) na noite desta terça-feira (24) políticos tem se pronunciando contra as palavras do Presidente.

Rodrigo Maia presidente do congresso

Após o Presidente do Senado Davi Alcolumbre (DEM-AP) se pronunciar. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), qualificou na noite desta terça-feira (24) de equivocado o pronunciamento em que o presidente Jair Bolsonaro minimiza a crise provocada pelo coronavírus no país e ataca o fechamento de escolas, governadores e imprensa.

Em sua conta no Twitter, Maia disse que, desde o início da pandemia, vem pedindo “sensatez, equilíbrio e união”.

“O pronunciamento do presidente foi equivocado ao atacar a imprensa, os governadores e especialistas em saúde pública”, criticou.

Maia prosseguiu, com frases moderadas: “Cabe aos brasileiros seguir as normas determinadas pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e pelo Ministério da Saúde em respeito aos idosos e a todos que estão em grupo de risco”, afirmou Maia.

A atuação do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, tem destoado do discurso de Bolsonaro ao longo da crise do coronavírus, sendo elogiada inclusive por governadores atacados pelo presidente.

Mais Críticas

A ex-aliada Joice Hasselmann (PSL-SP) também usou sua conta no Twitter para criticar duramente Bolsonaro. Em letras maiúsculas, a deputada afirmou que a fala do presidente foi irresponsável e inconsequente, além de questionar a sanidade mental do chefe do Executivo.

O líder da Oposição na Câmara, Alessandro Molon (PSB-RJ) afirmou que Bolsonaro está desconectado da realidade.


“Em pronunciamento que atingiu o ápice da irresponsabilidade, negou a gravidade do novo coronavírus, insistiu que se trata de uma “gripezinha” e convocou as pessoas a voltarem às ruas. Segue na contramão de líderes mundiais que prezam pela sua população. É um crime contra a vida do povo brasileiro”, disse em nota.


O senador Otto Alencar, em sua conta no instagram postou um vídeo com uma tarja escrito ‘perplexidade’ no vídeo Otto falou sobre a radicalidade em que Bolsonaro trata todos aqueles que discordam do que ele pensa, do que ele faz e do que ele defende.

“Otto emendou falando sobre a atitude do Bolsonaro em expor aqueles que ainda confiam no presidente a coronavírus que pode ceifar vidas.” E conclamou “O Presidente Precisa ser interditado por estar agindo como alguém sem responsabilidade.”

O senador baiano na legenda do vídeo escreveu “Aquece e prepare o Mourão. O presidente Jair Bolsonaro passou de todos os limites em seu pronunciamento. Total falta de responsabilidade com o povo brasileiro”

Defesa

Filhos de Bolsonaro também usaram as redes sociais para comentar o pronunciamento do pai. O senador Flávio Bolsonaro (Sem partido-RJ) defendeu a fala e pediu que as pessoas voltem a trabalhar.

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) escreveu que “líderes mundiais se preparam para o fim do confinamento”.

“Resguardar os grupos de riscos e permitir que a epidemia tenha sua natural curva de declínio — igual foi com o H1N1, que é mais letal do que o coronavírus — sem que com isso a recessão destrua todos os países”, registrou parlamentar.

Fonte Redação Namidia News

Comente com Facebook