“Espero que a família me perdoe”, diz motorista que atropelou ciclista

O empresário José Maria da Costa Júnior, de 33 anos, falou ao Fantástico, da TV Globo, sobre o atropelamento e morte da ciclista Marina Kohler Harkot, de 28 anos. No entanto, o acidente ocorreu no último dia 8 e e empresário fugiu sem prestar socorro. Na entrevista, ele chegou a pedir perdão a família da vítima.

De acordo com José Maria, na noite do acidente ele estava no carro com mais três pessoas. “A gente não tinha noção do que pudesse ter acontecido. Eu tinha que preservar pela minha vida. Eu estava num ambiente em que eu não sabia o que estava acontecendo ao certo. Como tinha mais gente lá, imaginei que tinha gente em condições de poder socorrer”, afirmou ao Fantástico.

O empresário compareceu à delegacia dois dias depois do acidente e ficou em silêncio. No entanto, ele foi indiciado por homicídio culposo. À TV Globo, José Maria contou sobre o acidente. “Eu cheguei em uma saída de água. Reduzi o carro para poder passar, o carro de trás buzinou, eu acelerei e acabei ficando na dúvida se podia cruzar para o outro lado ou não. E vi essa coisa na minha frente”. No entanto, “essa coisa” era a ciclista Marina.

Ainda na entrevista, José Maria pediu perdão aos familiares da vítima. “Eu espero que a família dela me perdoe, que aceite o pedido de perdão.”

Fonte: Terra

Comente com Facebook