Dueto do nado sincronizado usa falsa transparência por vaga em Londres

O dueto brasileiro do nado sincronizado vai exibir o corpo para tentar vaga na Olimpíada de Londres (de 27 de julho a 12 de agosto).

Para surpreender os juízes no Pré-Olímpico, na capital britânica, em abril, Lara Teixeira e Nayara Figueira têm uma nova coreografia e um novo maiô, que mostra as partes internas do corpo.

Lara (à esq.) e Nayara mostram o maiô com desenhos de cérebro, coluna vertebral e sistema circulatório

“A ideia veio de um grupo de dança chamado “O Corpo”, nós fomos assistir ao espetáculo deles, curtimos muito o trabalho corporal e a coreografia. Fizemos um trabalho bem estilizado, ele traz as artérias, as veias, o coração, toda a coluna vertebral, e inovamos em utilizar a touca em forma de cérebro, que ninguém na prova do dueto nunca havia utilizado”, disse Nayara, por meio de sua assessoria de imprensa.

No Pan de Guadalajara, em outubro, o dueto usou um maiô com pintura do artista plástico Romero Brito e conquistou a medalha de bronze. Desta vez, o desenho é de Verônica Franco.

“Ela vem desenvolvendo o maiô para a gente já algum tempo. Ela procura nos ajudar a passar na água o conceito que queremos transmitir aos juízes e ao público”, afirmou Lara.

“Quisemos retratar o corpo humano por conta da música e coreografia escolhidas. Fizemos na frente à parte circulatória com efeitos e nas costas a coluna, a sustentação do corpo”, explicou Verônica, que vestiu por mais de 11 anos a seleção brasileira de ginástica artística.

Lara (à esq.) e Nayara exibem o novo maiô, com detalhes internos do corpo humano

As atletas do nado sincronizado não costumam usar touca na piscina. Para segurar o cabelo, elas passam uma mistura com gelatina. Lara e Nayara, porém, optaram por inovar com a touca com desenho de cérebro para as próximas competições.

A primeira apresentação da coreografia “O Corpo” aconteceu no Aberto da Alemanha, em janeiro. O dueto do Brasil ficou na sexta colocação.

“Para 2012 a gente espera entrar na final olímpica, essa é nossa meta e, quem sabe, no ‘top ten’ do mundo, que, aliás, para nós seria equivalente a medalha olímpica”, concluiu Lara.

No próximo domingo as duas atletas embarcam para a Rússia, onde fazem estágio com a treinadora Tatiana Pokroviskaya.

 

FOLHA

Comente com Facebook