‘Dói demais’: Família denuncia perfis falsos com fotos de jovem morta

As fotos da jovem Mariana Bazza, que foi assassinada em setembro de 2019, estão sendo usadas em perfis falsos nas redes sociais. O assassinato ocorreu após Mariana receber ajuda de um homem para trocar o pneu do carro, em Bariri (SP).

O namorado da jovem, Jefferson Vianna, conta que atualmente todos da família estão denunciando o quinto perfil falso desde a morte de Mariana. O perfil, com o nome de ‘Larissa Neta Rabelo’, tem cinco amigos.

“Divulgamos nas redes sociais para que as pessoas nos ajudem a denunciar. Dói demais ver esse tipo de coisa. É como se tivesse uma ferida e cutucassem ainda mais”, comenta.

Ainda segundo Jefferson, esta não é a primeira vez que um perfil falso da jovem é criado.

“Pela quinta vez estão fazendo esta maldade. O primeiro perfil foi criado em outubro, logo depois que a Mariana morreu, e desde então, criam um atrás do outro. É horrível”, comenta.

Jefferson ainda revela que, para não angustiar familiares e amigos, denunciava o perfil antes mesmo que alguém pudesse ver.

“Antes, o perfil era derrubado e eu não chegava a comentar com ninguém sobre isso. Mas este perfil está persistindo e nos atormentando. Um outro perfil já chegou a adicionar a mãe da Mariana, isso é um absurdo”, conta.

Caso Mariana: família e amigos denunciam perfil falso da jovem nas redes sociais — Foto: Reprodução/Facebook

Ajuda para denúncia

Desde então, família e amigos tem pedido ajuda nas redes sociais para a denúncia do perfil.

“Estou vivendo a base de remédios e terapia. Estamos todos perdidos ainda. Se eu pudesse falar algo para a pessoa que faz esse tipo de coisa, pediria para apagar e que parasse de nos machucar assim e respeitasse a nossa dor, pois não está fácil”, explica.

Caso Mariana: família e amigos denunciam perfil falso da jovem nas redes sociais — Foto: Reprodução/Facebook

Com informações de: G1

Comente com Facebook