Cerca de 35% das promoções da Black Friday não teve desconto real

Black Friday

Muitos gostam de chamar a Black Friday de “Black Fraude”. Mas, em número de ofertas, em 2020 a história foi diferente. O número de promoções nas 24 horas de Black Friday cresceu 22,6% em relação ao ano passado, conforme a Promobit, plataforma de monitoramento de preços na internet.

Foram contabilizadas 2.544 ofertas aprovadas entre a meia noite e as 23h59 da sexta-feira. No ano passado, o número total foi de 2.075.

Entretanto, quando se analisa a qualidade das promoções, aparece a “Black Fraude”. A proporção de ofertas fajutas aumentou bastante neste ano, de acordo com o Promobit. As promoções bloqueadas representaram 35% do total.

Isso quer dizer que elas não apresentaram um desconto real quando se compara ao histórico dos últimos três meses e por isso o comparador as vetou. No ano passado, a porcentagem foi de 26,45%.   

Entre as categorias com maior número de ofertas, os smartphones são os campeões, com 4,6% do total de promoções durante a Black Friday, seguido pela categoria de calçados masculinos, com 3,1%. Roupas femininas, roupas masculinas e livros têm 3% do total. TVs somam 2,8%.

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de CNN

Comente com Facebook