‘Censura’: ANJ condena decisão da Justiça contra a Globo no caso Flávio

Fabrício Queiroz
Fabrício Queiroz (Foto: Reprodução/SBT)

A Associação Nacional de Jornais (ANJ) divulgou nota a fim de condenar a decisão da juíza Cristina Serra Feijó. A juíza proibiu a TV Globo de exibir imagens referentes ao episódio das rachadinhas na Assembleia do Rio, que atinge o senador Flávio Bolsonaro. De acordo com a entidade, trata-se de censura.

Íntegra da nota da ANJ:

“A Associação Nacional de Jornais (ANJ) protesta contra a censura imposta pela juíza Cristina Serra Feijó à divulgação de informações relacionadas ao esquema de “rachadinhas” na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Qualquer tipo de censura é terminantemente vedada pela Constituição e, além de atentar contra a liberdade de imprensa, cerceia o direito da sociedade de ser livremente informada. Isso é ainda mais grave quando se trata de informações de evidente interesse público. A ANJ espera que a decisão inconstitucional da juíza seja logo revogada pelo próprio Poder Judiciário”

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de VEJA

Comente com Facebook