Turistas vão pagar R$ 20,00 para entrar em Morro de São Paulo

Por Jairo Costa Júnior, com Luan Santos

Os turistas que visitarem Morro de São Paulo, Boipeba, Moreré e Garapuá, os mais procurados destinos do Arquipélago de Tinharé, serão obrigados a pagar nos próximos dias uma taxa de acesso entre R$ 15 e R$ 20. A tarifa foi instituída por lei aprovada em 22 de agosto pela Câmara de Vereadores de Cairu, cidade do Baixo-Sul que abriga os principais pontos turísticos da região de Tinharé, e publicada pelo Diário Oficial do Município na última sexta. Contudo, a cobrança deve reacender a polêmica iniciada em 2013, quando a prefeitura de Cairu taxou a entrada de visitantes em Morro, derrubada em dezembro do passado pelo Tribunal de Justiça da Bahia. Agora, com maior intensidade, já que a medida será válida para os demais roteiros.

Conta rachada
“Cairu tem mais de 400 anos e vasto patrimônio histórico e ambiental. Para manter tudo preservado, há um custo já partilhado hoje com turistas, como em qualquer lugar do mundo, através de taxas para uso dos terminais náuticos e visita a monumentos. O que fizemos foi unificar todas em uma tarifa”, explica o advogado Alcides Bulhões, subprocurador no município.

Tecla de pausa
Políticos aliados ao DEM que circularam ontem pelo Palácio Thomé de Souza atribuíram a cautela adotada pelo prefeito ACM Neto sobre a candidatura ao governo baiano 2018 ao interesse de tucanos e democratas de São Paulo em atraí-lo para a corrida presidencial. Além da gestão bem avaliada aqui e lá fora, o que lhe projetou para o Brasil, Neto tem origem no Nordeste, calcanhar  de Aquiles para os presidenciáveis do PSDB, que enxergam nele o vice dos sonhos. Em reunião com vereadores da bancada governista, o democrata disse que ainda não definiu se disputará a sucessão estadual, mas garantiu que o veredito não levará em conta o movimento nacional.

Barco sem timoneiro
Entre os adversários do DEM na Bahia, as eleições presidenciais ganharam peso decisivo nos planos do governador Rui Costa (PT). Certos de que a candidatura do ex-presidente Lula ruma para o sepultamento, articuladores do Palácio de Ondina temem que Rui concorra sem um petista de musculatura no páreo nacional. Na lista de eventuais substitutos de Lula, o ex-ministro Jaques Wagner traz menos riscos a Rui, pela popularidade na Bahia e o recall junto ao eleitorado nordestino.

Volte sempre
Exonerado em abril após a fuga em massa de 25 presos da Unidade Especial Disciplinar (UED), ala do Complexo Penitenciário da Mata Escura para bandidos altamente perigosos, o ex-diretor da Superintendência Estadual de Ressocialização Sustentável, à época, vai assumir um novo cargo no governo.  Nomeado anteontem por Rui Costa, que o demitiu há cinco meses, Eudálio Sales Lisboa será coordenador na Diretoria de Espaços Culturais.

Pano de fundo
A Câmara de Vereadores pode até romper o contrato com o Santander, mas não pela ofensiva da bancada evangélica contra a atacada exposição Queermuseu. É que a Casa ainda espera os R$ 700 mil devidos pelo banco como contrapartida na licitação para gerir a folha de pagamento do Legislativo.

“Não admitiremos uma decisão imposta e visivelmente equivocada”, Luciano Ribeiro, deputado estadual do DEM, ao criticar a proposta do novo Centro de Convenções.

 

Comente com Facebook