Susto no mar: Pescadores flagram briga entre Orca e baleia Jubarte no Extremo Sul da Bahia

Um vídeo feito por pescadores de Alcobaça, postado nas redes sociais mostra um grupo de baleias Jubartes sendo atacado por baleias orcas no litoral de Alcobaça, extremo sul da Bahia.

Confira o vídeo:

No vídeo os pescadores dizem que as baleias estão brigando “rapaz tão brigando, olha lá, tão brigando doido, olha lá, olha, caramba, olha a orca ai, lá vem ela pra cima da gente, olha o monte de orca, olha ai cara, brigueiro meu irmão, um brigueiro, sai fora, olha a orca ai, sai fora Kekeu, sai fora Kekeu, ei, ei, sai fora dai, já chega, perigo desse, você viu ai, cheguei gelar, vamos andar umas quarenta, cinquenta milha, estão vindo atrás da gente” narra assustado um dos pescadores a “briga” da baleia orca com a baleia jubarte.

Apesar de “baleia-assassina” ser uma designação incorreta, por ser uma tradução direta do inglês “killer whale”, e pelo fato de o animal não ser uma baleia, ela é comumente usada.

É o segundo mamífero de maior área de distribuição geográfica, logo a seguir ao homem, é encontrada em todos os oceanos e pode chegar a pesar nove toneladas.

A chegada das jubartes em grande quantidade no litoral da Bahia pode estar atraindo as Orcas.

As baleias são animais migratórios e estabelecem lugares diferentes para alimentação e reprodução.

Dóceis, as baleias atraem milhares de turistas para regiões costeiras da Bahia, incluindo o extremo sul baiano.

Entre julho e novembro, elas saem da região da Antártida, que passa por um inverno rigoroso, e migram para águas tropicais, que são mais quentes, para poderem se reproduzir.

Desde maio alguns animais já começaram a chegar no estado.
O maior berço reprodutivo do Atlântico Sul é na região de Abrolhos  que vai do extremo sul da Bahia ao norte do Espírito Santo.

No período reprodutivo, com o acréscimo na quantidade de animais na costa, consequentemente o número de encalhes também aumenta.

Um encalhe ocorre quando, por qualquer motivo, estes animais chegam muito próximo às praias ou arrebentação e não conseguem se libertar sozinhos, ou quando chegam já mortos.

Comente com Facebook