Significado do termo “baiano” no Google revolta população

Neste domingo (24) diversos usuários, em variadas redes sociais, denunciaram um significado do termo “baiano” ao fazer pesquisa no Google. O primeiro resultado ao pesquisar a expressão “o que é ser baiano”, de acordo com o site ‘Dicionário inFormal’ , trazia um significado depreciativo.

“Pessoa brega, que gosta de chamar atenção de uma forma estranha, ridícula. O cara pintou o carro de verde-limão com estampas cor-de-rosa só para chamar atenção. É um baiano mesmo”, diz o texto do dicionário.

Alguns influencers baianos postaram em suas redes sociais criticando o fato.

Até a prefeitura de Salvador se manifestou através das suas redes sociais. Em seu Instagram, o órgão deixou uma caixinha onde perguntava “O que é ser baiano para você?”. “Barril dobrado” e “alguém com carisma, alto astral e muita, muita força”, foram alguns das respostas dadas pelo público.

Alteração

Após ver a repercussão, o Google trocou na tarde deste domingo (24) a descrição em destaque para a pesquisa. Primeiro foi colocado uma definição dizendo que “baiano é um adjetivo pátrio daquele que é oriundo do estado da Bahia. O baiano apesar de não ser o mais rico, é trabalhador, honesto, guerreiro, lindo, engraçado, divertido e acolhedor.”

Já na manhã desta segunda-feira (25), a resposta que aparecia era “ganha destaque a representação de que ser baiano é uma questão de origem, de pertencimento e de identidade territorial sujeita ao lugar de nascimento, bem como a existência de estereótipos socialmente compartilhados de que o baiano é um povo sociável, alegre, festeiro, respeitador da diversidade racial e cultura”, dada por um artigo feito por pesquisadores Universidade Federal da Bahia (Ufba).

Em nota oficial o Google pediu desculpas aos baianos e disse que esses resultados em destaque são gerados de forma automática, e que por isso, eventualmente, podem destacar estereótipos e preconceitos existentes na internet e no mundo real. 

Fonte: Voz da Bahia, com informações de Correio 24 horas.

Comente com Facebook