Prefeito de Salvador anuncia que não terá Festival Virada em 2021

Nesta segunda-feira (29), o prefeito de Salvador, Bruno Reis, anunciou o cancelamento do Festival Virada, típica celebração do réveillon, na passagem de 2021 para 2022. Ademais, o gestor também destacou que a decisão sobre a realização do carnaval no ano que vem ainda não foi tomada, e será divulgada junto com o governo do estado.

Bruno destacou que demorou para suspender a festa porque precisava de segurança para estabelecer se ela seria realizada. Tradicional em Salvador, o festival costuma durar entre cinco e seis dias, e já contou com nomes como Gal Costa, Ivete Sangalo e Anitta, em anos anteriores.

“Eu vinha dizendo que a gente iria retardar ao máximo para tomar decisão, tentando ter segurança para que fosse tomada. Disse também que ia avaliar o que acontece no Brasil e no mundo, como pandemia está se comportando”, disse o prefeito.

O gestor argumentou que embasou a decisão nos dados relacionados à pandemia da Covid-19, como a ocupação de leitos, números de óbitos e internações, além do avanço da vacinação na capital baiana.

“Hoje, Salvador tem 99% da população acima dos 12 anos vacinada em 1ª dose, e 81% da mesma faixa com a 2ª dose. Estamos vacinando pessoas do interior, sem exigir que o cartão do SUS seja de Salvador, e que as pessoas tenham o nome na lista. Também já estamos vacinando todos acima de 18 anos, com a terceira dose, a partir dos cinco meses da data da 2ª aplicação”, afirmou Bruno.

“Os números de óbitos e internações só fazem cair na nossa cidade. Só que, em um cenário de incertezas e dúvidas, não há como realizar Festival Virada, que é um evento para mais de 250 mil pessoas”.

O prefeito também informou que o cancelamento do réveillon de Salvador – pelo segundo ano consecutivo – foi adiantado porque é uma decisão que depende exclusivamente da prefeitura, diferentemente do carnaval.

Ele disse: “Nós não realizaremos, acima de tudo, diante do que estamos vendo. Ainda não é o momento de colocar em risco tudo o que construímos até aqui. Colocamos a vida em primeiro lugar e seguiremos dessa forma”.

“Sobre o carnaval, estamos empurrando ao máximo para tomar essa decisão, porque ela não depende apenas da prefeitura. O governador disse que me procuraria e estou aguardando nossa audiência. Vamos conversar e tomar decisão em conjunto”, ponderou o gestor.

Por fim, Bruno Reis afirmou: “A decisão será tomada com segurança e cautela e, assim que for possível ser tomada, diante de tudo o que está acontecendo, será divulgada”.

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de g1

Comente com Facebook