Mulheres já podem denunciar violência doméstica pelo WhatsApp na BA; confira

Atendentes virtuais auxiliam vítimas de violência doméstica pelo WhatsApp
Atendentes virtuais auxiliam vítimas de violência doméstica pelo WhatsApp (Foto: Reprodução)

Foi lançado na segunda-feira (19) o projeto piloto de um software que utiliza inteligência artificial (IA) a fim de responder instantaneamente mulheres vítimas de violência doméstica e familiar na Bahia. O projeto, batizado de “Zap Respeita as Mina”, pode ser acessado pelo WhatsApp.

A iniciativa, pioneira na área de enfrentamento à violência doméstica, atende mulheres por mensagens de texto. Ao acessar o “Zap Respeita as Mina”, através do telefone (71) 9909-9322, as usuárias poderão pedir ajuda, em caso de emergência, enviando uma mensagem para uma das atendentes virtuais.

Após o contado, a IA é capaz de gerar respostas iniciais para a vítimas, além de permitir o acesso por mensagem a atendentes em contato direto com o serviço 190 da Polícia Civil, para os casos de emergência.

Todo o diálogo é apenas por mensagem de texto, uma opção para mulheres que não podem realizar uma ligação telefônica por estar no mesmo ambiente que o agressor. Ao se certificarem da gravidade da situação, as atendentes virtuais podem acionar a polícia automaticamente.

Ao iniciar uma conversar com a IA, uma usuária pode obter orientações e informações acerca dos órgãos que compõem a rede de atenção à mulher e as atribuições de cada um deles.

Além disso, a vítima recebe informações de como fazer uma denúncia, obter uma medida protetiva de urgência, o que fazer em caso de violência sexual, entre outras informações.

O chat com as atendentes virtuais também pode ser acessado através do site da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM-BA): www.mulheres.ba.gov.br

Zap Respeita as Mina
Atendimento virtual também pode ser acessado pelo site (Foto: Reprodução)

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de G1

Comente com Facebook