Internado com Covid-19, Irmão Lázaro tem agravamento da situação

Irmão Lázaro

O cantor gospel e vereador de Salvador, Irmão Lázaro, que está internado com Covid-19 em Feira de Santana, na Bahia, teve agravamento na situação e teve a transferência para a capital baiana suspensa nesta quinta-feira (25).

De acordo com a assessoria do vereador, a família dele chegou a conseguir uma vaga em um hospital da capital, no entanto, os médicos do hospital em que ele está disseram que a transferência poderia ser um perigo.

“A família chegou a conseguir uma vaga no [Hospital] Aliança, em Salvador, mas devido ao agravamento da situação os médicos aqui em Feira acharam melhor ele ficar, por causa desse translado, podia ser perigoso. Ele está entubado aqui em Feira de Santana”, explicou.

Ainda conforme a assessoria, uma UTI móvel teria ido ao hospital em que o vereador está internado.

Lázaro foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital de Feira de Santana, na manhã desta quinta. De acordo com informações da assessoria do parlamentar, a transferência ocorreria na tarde desta quinta para Salvador.

Ainda de acordo com a assessoria, Irmão Lázaro começou a apresentar os sintomas da doença há 10 dias, mas o resultado positivo para Covid-19 saiu no final de semana. Na segunda (22), ele foi internado em um leito clínico do hospital.

Porém, na manhã desta quinta, ele apresentou piora no estado de saúde e precisou ser entubado. A transferência do cantor ocorreria à tarde para o Hospital Aliança, em Salvador, a fim de continuar o tratamento.

Irmão Lázaro foi eleito vereador de Salvador em 15 de novembro de 2020, com 4.273 votos. Ele já foi deputado federal entre 2015 e 2018, ano em que concorreu a uma vaga no senado, mas não ganhou.

Lázaro já pez parte do grupo Olodum nos anos 90, mas decidiu seguir carreira de cantor gospel após se tornar cristão. Um dos seus grandes sucessos, a canção gospel “Eu te amo tanto”, faz parte de um CD e DVD homônimo gravado em 2008.

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de G1

Comente com Facebook