Hemoba realiza homenagens no Dia Nacional do Doador de Sangue

Na Semana Nacional do Doador de Sangue, a Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) lançou a campanha ‘Heróis da Vida Real’.

A campanha ‘Heróis da Vida Real’ tem como objetivo homenagear os profissionais da saúde que estão à frente na coleta de sangue e todos os doadores que ajudam a manter o estoque de sangue nos hemocentros.

“É um esforço coletivo. Dada a importância que é o sangue, a gente tem a comemoração do Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue. É uma maneira de sobrevida de muitas pessoas, seja por serem portadoras de doenças que, com frequência, necessitam de transfusões, como a anemia falciforme, ou por traumas, procedimentos cirúrgicos ou doenças crônicas. Então, comemorar é muito importante”, disse a secretária estadual da Saúde, Tereza Paim.

Destacando a importância da iniciativa no atual contexto da pandemia, o diretor-geral da Hemoba, Fernando Araújo, explicou que a instituição tem se adequado aos protocolos sanitários. “Desde março de 2021, nós adequamos os protocolos com um maior distanciamento, utilização de máscaras e álcool em gel, para uma maior segurança, uma vez que somos um serviço essencial, ou seja, não podemos parar. Se a Fundação Hemoba para, os hospitais deixam de receber sangue, não somente na capital, mas nas 21 unidades do Estado que atendem os 417 municípios”, destacou.

Requisitos 

Para ser um doador voluntário, é necessário ter idade entre 16 e 69 anos, sendo que menor de 18 anos deve estar acompanhado do responsável legal, ter mais de 50 quilos, apresentar um documento de identificação oficial com foto e preferencialmente com um bom estado de saúde.

O diretor-geral da Hemoba esclareceu que não são permitidas doações de sangue para as pessoas que estiverem com sintomas gripais ou com resfriado, como forma de segurança. “Para quem teve covid-19 e não possui sequelas, pode fazer doação com 30 dias. Quem tomou o imunizante CoronaVac pode doar com 48 horas. E quem tomou as demais vacinas pode doar com sete dias”.

No caso da medula óssea, o Ministério da Saúde alterou a portaria n° 685, de 16 de junho de 2021, que reduziu a idade limite de 55 para 35 anos aos voluntários que queiram fazer o cadastro para doação. A programação nas 21 unidades da Hemoba do interior da Bahia está disponível no site da instituição.

Hemocentro Eunápolis

Comente com Facebook