Ex-funcionário de empresa de ônibus é detido após sequestrar veículo e invadir garagens na Bahia

Um homem, de 32 anos, foi preso após ‘sequestrar’ um ônibus no início da tarde desta segunda-feira (24), em Salvador, invadir duas garagens do transporte público da cidade e jogar o veículo contra os coletivos que estavam estacionados nos locais.

Conforme a Polícia Militar, o homem, que não teve a identidade revelada, estava armado com uma faca, quando roubou um ônibus da empresa OT Trans, no bairro de Castelo Branco, e fez com que rodoviários e passageiros desembarcassem do veículo. Nada foi roubado durante a ação. 

Segundo o Consórcio Integra, o homem que pegou o ônibus trabalhou na empresa Litoral Norte, mesmo grupo da Plataforma, mas ele foi demitido há cerca de 10 anos. 

A PM informou que o suspeito seguiu dirigindo o ônibus até a garagem da empresa Plataforma, em Pirajá. Chegando ao local, arrombou o portão com o ônibus e jogou o veículo contra os outros que estavam na garagem. 

Em seguida, segundo informações da PM, o homem foi até outra garagem, que fica no bairro de Praia Grande e também quebrou outros ônibus. Ele foi detido pelos policiais militares no local e foi encaminhado para a Central de Flagrantes. 

Em nota, a Polícia Civil informou que o homem foi apresentado na DRFRV por policiais militares, será autuado em flagrante por roubo, dano ao patrimônio e ficará à disposição do Poder Judiciário. 

Segundo informações da polícia, o homem se recusou a prestar depoimento. Ele fez uso do direito de permanecer em silêncio e só falar em juízo, na presença de um advogado. 

Ainda de acordo com a polícia, Estevão Marques foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT), para fazer exame de corpo de delito e depois deve retornar para a Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV), onde vai passar a noite.

A audiência de custódia deve acontecer na manhã de terça-feira (25), quando será decidido se ele vai ser encaminhado ao sistema prisional ou se aguarda as investigações em liberdade. Para policiais, que participaram da prisão, Estevão Marques contou que faz uso de três medicamentos controlados, mas não quis comentar os motivos para cometer os crimes.

Redação Namidia News, com informações TV Bahia


Comente com Facebook