Estrelas abrem 6º dia de folia no Campo Grande

Ivete agita a avenida ao lado de Léo e Jau

“Ah! imagina só que loucura essa mistura. Alegria, alegria e o estado que chamamos Bahia”. Foi com esse verso da música “Chame Gente” que Saulo entrou na Avenida nesta terça-feira (21), último dia do Carnaval. Ele misturou axé, samba e reggae e arrastou a multidão.

Os foliões pipoca do Eva chamaram a atenção pela animação e número de pessoas, superior a muitos blocos que desfilaram nessa terça. Sem corda e limitação, o público ficou a vontade para pular, dançar, fazer roda de samba e muitas brincadeiras puxadas por Saulo. Apesar da multidão, não foi vista confusão na rua.

A galera se divertiu com “We are Carnaval”, “Amar você”, “Pequena Eva” e “Circulou”, que Saulo disse que é a música do Carnaval.

Tomate levando muita agitação para a avenida

Pagode – Também sem corda, É o Tchan faz o folião da Avenida dançar pagode. Beto Jamaica e compadre Washington relembraram sucessos da banda, como “Segure o Tchan” e “Pau que nasce torto”. A dupla também brincou com o público da Arquibancada e fez a galera dançar ao som de “Disque Tchan”.

Papa – Claudia Leite dançou e cantou kuduro com o cantor Lucenzo. Antes de chamar o português, Claudinha disse que o público ia “quebrar até o chão” com seu convidado.

Antes de subir no trio, Claudia caiu em um buraco e machucou a perna direita. “Cai em um buraco, estou toda ralada, mas estou feliz e não estou sentindo nada. Estou vestida de africana guerreira, então fui para guerra e agora quero a vitória”, disse a loira que emendou a brincadeira com “Safado, cachorro, sem vergonha”.

Em tarde de “sol lascado”, Claudinha animou o Papa com “Insolação do Coração”, “Água Mineral” e “Extravasa”.

Camaleão – A massa chicleteira já invadiu a Avenida nesta terça-feira (21), último dia de Carnaval. Quando Bell Marques gritou: “Tem chicleteiro ai”, a multidão saiu do chão em resposta. Até o prefeito João Henrique não resistiu ao embalo do Chiclete com Banana e pulou no chão com os foliões do Camaleão.

Foi nesse ritmo, que Bell embalou “Vumbora amar”, “Quero chiclete”, “Meu cabelo duro é assim” e “Se a canoa não virar”. Bell aproveitou a passagem pela Passarela oficial do Carnaval para tocar “Se não puder voar” com os filhos Rafa e Pipo.

Comente com Facebook