Em primeira viagem, Rui visita escola e promete concurso público

RTEmagicC_ruicosta_escola.jpg

Um novo concurso para professores deverá ser feito na Bahia ainda este ano. O anúncio foi feito ontem pelo governador Rui Costa (PT), em visita ao Colégio Estadual Edilson Joaquim dos Santos, em Nova Redenção, na Chapada Diamantina. A medida é uma tentativa de diminuir a carência de professores na rede estadual, constatada in loco pelo governador, sem especificar data para o concurso, nem quantas vagas serão oferecidas.

No município escolhido por Rui para a primeira viagem oficial, o petista obteve 88,7% dos votos válidos na eleição. São pouco mais de nove mil habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e apenas uma escola pública de ensino médio – a que foi visitada ontem por Rui – com 325 alunos.

Antes de inaugurar o novo sistema integrado de abastecimento de água, que custou R$ 8 milhões e vai beneficiar cerca de três mil moradores de 14 localidades da zona rural de Nova Redenção, o governador começou a cumprir uma de suas promessas de campanha: visitar uma escola da rede estadual a cada viagem ao interior. “Eu fui aluno de escola pública durante toda a minha vida, por isso eu vim aqui para dizer ao povo da Bahia que a prioridade máxima do meu governo é a educação”, disse.

Durante a visita, Rui e o secretário da Educação, Osvaldo Barreto, foram recebidos pela prefeita Ana Guadalupe (PSD) e pela diretora do colégio, Eletícia Machado. A comunidade local também se reuniu para ouvir e falar ao governador. “Nós só temos fixo aqui um professor de Geografia. Os outros todos são temporários. Na verdade, nós temos carência de professores em todas as outras disciplinas”, afirmou a diretora, que pediu ainda material esportivo, cobertura para uma quadra e nivelamento do solo da escola.

De acordo com o governador, a falta de professores é um problema que já havia sido antecipado pelo secretário da Educação. A próxima escola a ser visitada será a Luiz Tarquínio, na Boa Viagem, em Salvador, na segunda-feira. Até o final do mês, o governador fará reuniões com os titulares das secretarias. Outras pastas, como a da segurança pública, deverão trabalhar ainda pelo programa Pacto pela Educação.

 

Correio

Comente com Facebook