Crescimento no número de filhotes nascidos na Bahia e Espírito Santo é registrado pelo Projeto Baleia Jubarte

O Projeto Baleia Jubarte registrou 424 grupos da espécie, com 1.040 animais, dos quais 279 eram filhotes nascidos na Bahia e Espírito Santo, na temporada 2020, que foi de julho a novembro. 

A temporada se caracterizou por um aumento no nascimento dos filhotes.


Conforme o projeto, as equipes de pesquisa navegaram mais de 4254 km, o equivalente a mais da metade da costa do Brasil.

As viagens renderam aos pesquisadores um grande volume de dados e amostras, além de imagens dos animais. 

Com a chegada do verão, as jubartes começaram a retornar à região Antártica para se alimentar.

Com isso, as equipes de pesquisa se juntaram para analisar todos os dados coletados e se preparar para o próximo inverno, quando elas estarão de volta. 

“Acabamos de enviar 209 amostras de pele de baleia para análise genética no Laboratório de Biologia Genômica e Molecular da PUC-RS, e estamos aguardando uma licença para exportar 58 amostras de gordura para a Universidade Griffith, na Austrália”, disse Milton Marcondes, Coordenador de Pesquisa do Projeto Baleia Jubarte.

Comente com Facebook