Coronavírus: Bahia sai da lista dos estados com média móvel de mortes em estabilidade

A Bahia saiu da lista dos estados com média móvel de mortes pela Covi-19 em estabilidade. A taxa em relação aos 14 dias subiu mais de 15%, o que deixa especialistas e autoridades em saúde baiana em alerta. 

Na terça-feira (4), a Bahia registrou uma alta de 17% na média móvel dos casos de morte por Covid-19. Os especialistas consideram que até 15 % é uma taxa considerável estável. Acima disso, a média está em alta. Nesta quarta (5), o índice aumentou para 18%. 

“O que acontece é que se você for ver qualquer número, número de mortes por dia, número de casos do dia, isso pode oscilar bastante, por causa de vários motivos. Por exemplo, você pode ter atraso de notificação, final de semana tem menos notificação, tem vários fatores que que podem afetar e isso oscila bastante”, disse o professor do Departamento de Matemática da USP e membro da Coalização Covid-Radar, Renato Vicente. 

No dia 22 de julho, a média era de 50 mortes no estado e nesta quarta, 14 dias depois, passou para 58. 

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) diz que o número de mortes varia muito de um dia para o outro, porque os dados demoram a serem confirmados. Segundo o órgão estadual, o aumento na média móvel, no entanto, se deve também ao crescimento dos casos da doença nas últimas semanas. 

“Por que essa média aumenta? Porque a gente está em uma pandemia, porque ainda não houve uma redução, porque as pessoas estão sendo contaminadas, porque ainda tem gente chegando nos hospitais e os pacientes estão vindo a óbito”, explicou a diretora estadual de vigilância epidemiológica, Márcia São Pedro. 

Há ainda uma outra questão em relação à contagem dos dados que pode interferir na média móvel. Os registros diários da Covid-19 feitos nas cidades nem sempre estão de acordo com os dados da secretaria estadual. 

Na noite desta quarta, por exemplo, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Feira de Santana registrava 151 mortes. No boletim da Sesab, no entanto, apareciam 96. Em Ilhéus, a mesma coisa: 156 mortes registradas pela secretaria municipal, e 124 pela Sesab.

Redação Namidia News, com informações SESAB

Comente com Facebook