Cerveja feita com nibs de cacau e rapadura é aposta de cooperativa baiana

Conheça a nova cerveja artesanal Cabruca. Saiba como comprar e porque a bebida produzida por uma cooperativa da agricultura familiar no Sul baiano promete um sabor surpreendente e como o apoio do projeto Bahia Produtiva foi fundamental na abertura de mercados e desenvolvimento do produto.

A cerveja artesanal Cabruca é o mais novo lançamento da Cooperativa de Serviços Sustentáveis (Coopessba), localizada em Ilhéus, no Litoral Sul da Bahia. A cooperativa, que já está consolidada no mercado, com os chocolates veganos que trazem a marca Natucoa, aposta no novo produto para aumentar o faturamento da organização, em até 30%.

Com uma fórmula desenvolvida especialmente para a Natucoa, a cerveja artesanal Cabruca, tem a essência da Mata Atlântica e o principal ingrediente é o nibs de cacau, o chocolate em sua forma mais pura e menos processada. É uma cerveja IPA, de alta fermentação, harmonizada com a rapadura, que deixa a bebida mais suave.

Segundo a presidente da Coopessba, Carine Assunção, a expectativa é grande: “Mal lançamos e a cerveja Cabruca já vem tendo um alcance bem significativo. Esperamos aumentar em 30% o nosso faturamento com mais esse produto. A cerveja pode impulsionar e abrir o mercado também para os outros produtos do portfólio”.

O economista e presidente da Confederação Nacional dos Urbanitários, Paulo de Tarso, é consumidor de cerveja há muitos anos e aprovou a nova cerveja da agricultura familiar: “A cerveja Cabruca é de alta qualidade. Mata a sede e a ansiedade dos consumidores. Seu gosto ao mesmo tempo amargo e doce faz com que haja uma satisfação grande para os apreciadores do produto. Combina com o tempo mais frio e mais quente. Muito boa e saborosa”.

A cerveja Cabruca passa a integrar o catálogo da Natucoa, composto por barras e gotas de chocolates veganos nas versões de percentual de 56%, 70% e 80% de cacau, barras de chocolate com licuri, nibs, cacau em pó, chocolate em pó e geleias de cacau com pimenta. Com a venda dos chocolates, em 2020, o faturamento da cooperativa foi de R$ 680 mil.

O cacau que dá origem a esses produtos é produzido em sistema ecológico de cultivo agroflorestal, caracterizado pela forma de plantio em meio à Mata Atlântica, sem prejudicar a preservação do bioma. Os chocolates e nibs possuem o Selo de Identificação Geográfica Cacau Sul Bahia, que garante a procedência do cacau, a sua rastreabilidade e padrões de qualidade de fermentação, manejo e tratamento das amêndoas. Os produtos são processados utilizando as menores taxas de aditivos químicos, conservantes, aromatizantes, ou qualquer outro aditivo que desencadeie algum tipo de intolerância.

A Coopessba vem sendo apoiada pelo Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva, com investimentos de R$2,5 milhões em ações que incluem o aumento da capacidade produtiva da cooperativa, o acesso a novos mercados, estratégias de branding e desenvolvimento de embalagens para os produtos. Os recursos também são aplicados na capacitação da equipe de vendas nos mercados atacadista e varejista, e no serviço de assistência técnica e extensão rural (Ater), que ajudou na qualificação e no aumento da produção, e a assistência técnica e gerencial (Ateg), que contribuiu com a melhoria da gestão.

O Bahia Produtiva é um projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), cofinanciado pelo Banco Mundial.

Podcast

Produzido pela equipe da assessoria de comunicação da secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), o Hora Rural tem episódio novo todas as quintas aqui no Portal Gov Bahia e nos principais tocadores de podcast.

Onde comprar a cerveja Cabruca:

Fonte: Ascom/SDR

Comente com Facebook