Carnaval de Salvador terá ambulantes oficiais e treinados para atender bem os turistas

Projeto prevê ainda a capacitação das baianas do acarajé para atuarem durante a Copa do Mundo

Baianas que vendem o acarajé também serão treinadas

Três mil vendedores ambulantes poderão atuar legalmente durante o carnaval de Salvador, um dos mais tradicionais do País. De acordo com dados divulgados pela Agência Sebrae de Notícias, a Secretaria de Serviços Públicos de Salvador não apenas credenciou esses profissionais, mas também ofereceu a eles capacitação – cerca de 2,4 mil deles passaram pelo processo em novembro.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google+ ::

Segundo a avaliação da coordenadora da Unidade Regional Salvador do Sebrae, Virginia Guimarães, o resultado desta iniciativa é positivo tanto para o folião quanto para os trabalhadores. Para a especialista, a capacitação trouxe noções sobre a área empresarial, além de questões relacionadas com a higiene e manipulação de alimentos, afinal, muitos desses ambulantes atuam neste segmento.

O projeto de capacitação em Salvador vai além e prevê o treinamento de mil vendedores ambulantes e 300 baianas de acarajé, que comercializam um dos quitutes mais tradicionais da Bahia, para a Copa do Mundo. Segundo Bruno Brandão, consultor do projeto pelo Sebrae, o conteúdo do treinamento é basicamente o mesmo nos dois casos.

O grupo será treinado para atuar nos chamados Sete Pontos Mágicos de Salvador, definidos em votação popular e que contemplam o centro histórico de Salvador, a península de Itapagipe, o Contorno-Comércio, Barra, Itapuã, Dique de Tororó e Baía de Todos os Santos.

 

G1

Comente com Facebook