Bahia está com estoque zerado de insulina de ação rápida nas redes do SUS


A Bahia está com estoque zerado de insulina análoga de ação rápida em todas as farmácias do Sistema Único de Saúde (SUS) do estado.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), o problema ocorre por conta de um atraso de envio do medicamento pelo Ministério da Saúde.

Por meio de nota, a pasta informou que a falta do medicamento ocorre já “há algumas semanas”. Segundo a secretaria, o Ministério da Saúde está com a entrega da programação do 2° e 3° trimestres de 2021 pendentes. “A pasta informou agendamento para entrega parcial do quantitativo referente ao 2° trimestre para 05/07. Não há nenhuma previsão para o 3º trimestre”, informou a Sesab.

A insulina que está em falta é utilizada por pacientes que têm o diabetes mellitus tipo 1 – ou seja, aqueles que não produzem o hormônio e precisam do mesmo para evitar o aumento exagerado da glicose no sangue após a ingestão de alimentos.

Ainda segundo a Sesab, a Bahia possui cerca de 800 pacientes que fazem uso da insulina análoga de ação rápida. Ao todo, são distribuídas cerca de 2,1 mil canetas por mês no Centro de Referência Estadual para Assistência ao Diabetes e Endocrinologia (CEDEBA).

Procurado, o Ministério da Saúde ainda não se manifestou. No momento, a única alternativa para quem precisa do medicamento é comprar nas farmácias ou pedir doações a outros pacientes que possam fornecer algumas canetas.

Redação Namidia News, com informações Jornal Correio

Comente com Facebook